Close
Close

Nenhum produto no carrinho.

Melhores Árvores para ter em casa

Melhores Árvores para ter em casa

 Estrelitzia

É uma planta selvagem, rústica, tipica da nossa região. A folhagem é muito parecida com a bananeira.Necessita  de  luz solar direta e solo muito úmido,  bem drenado e enriquecido com matéria orgânica.

As suas flores são muito ornamentais,  bastante duráveis e muito utilizadas em arranjos .

The Best Trees (and Big Plants) to Grow in Your Living Room

Dracaena marginata

“Planta bastante escultórica,traz aquela sensação moderna de meados do século 20,”  Dentro de casa, eles podem crescer  bem mais de 2 metros, mas não vai ser um crescimento linear. Deve ser colocada em ambientes com boa iluminação, além de vasos grandes, que permitam seu desenvolvimento saudável. A manutenção restringe-se à remoção das folhas baixas e mais antigas e adubações anuais, além das regas semanais.  O crescimento da planta é de lento a moderado.

Devem ser cultivadas sob sol pleno ou sombra parcial, em solo fértil, leve e enriquecido com matéria orgânica, com irrigações periódicas. Planta tipicamente tropical, não tolera o frio ou ventos fortes.

The Best Trees (and Big Plants) to Grow in Your Living Room

 

Palmeira Rabo de Peixe – Cariota

Palmeira Rabo de Peixe

Apresentando folhas exuberantes, de borda irregular, esta palmeira frondosa vai transportar qualquer espaço para os trópicos.

As plantas jovens são perfeitas como plantas envasadas, decorando ambientes internos, pátios e varandas em residências ou salas comercias, shoppings, etc. É de baixa manutenção, que consiste em adubações semestrais e na remoção da folhagem antiga e danificada. Os caules mortos também devem ser removidos, mas é uma tarefa para cada 18 anos ou mais.

Necessitam bastante luz e água

A caryota lembra uma palmeira. Suas folhas em formato de rabo de peixe a tornam particularmente bela. Cuidado com os frutos, pois causam irritação à pele

Dracena  (Dracaena fragrans)

Deve ser cultivada sob sol pleno, meia sombra ou luz difusa,  mas sempre em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o calor e a umidade ambientais, mas não tolera encharcamentos. Contudo, é possível cultivar um segmento do seu tronco em vasos com água por um bom tempo. Desta forma de cultivo, surgiu o nome pau-d’água. Folhas com as pontas secas são um sinal de que a umidade está muito baixa. Aumente a frequencia das regas, reduza o uso do ar condicionado e, se possível, pulverize as folhas com água. Fertilize quinzenalmente na primavera e verão. Não tolera geadas ou neves.

Ela apresenta baixíssima manutenção, podendo ser cultivada até pelos jardineiros mais esquecidos. A dracena também é considerara uma excelente espécie para despoluir ambientes. Estudo  comprovoram que ela contribui para eliminar produtos como formaldeído, xileno e tolueno.

 Pau d’água - Dracaena fragrans

Chamaedorea elegans

Esta palmeirinha charmosa pode ser utilizada na decoração de interiores bem iluminados e não demasiadamente secos. Ela é frequente em escritórios, shoppings, salas de estar, etc. De crescimento moderado, tem baixa manutenção e acrescenta invariavelmente um toque tropical aos ambientes. Também pode ser cultivada em pátios ou varandas, plantada em vasos ou diretamente no solo, mas sempre protegida do sol. É ideal para jardins pequenos, ou para áreas que necessitem de uma escala reduzida, devido ao seu porte.

Deve ser cultivada sob meia-sombra ou luz difusa, em substrato rico em matéria orgânica, drenável e irrigado com frequência. A incidência direta do sol provocará queimaduras nas folhas. Aprecia o calor e a umidade ambientais, assim, evitar ambientes com correntes de ar ou com ar condicionado, embora possa sobreviver bastante tempo nestas áreas. O substrato para chamaedórea-elegante deve ser mantido úmido, sem secar totalmente entre as regas. Folhas amareladas ou com pontas secas evidenciam a carência de umidade. Em dias nublados ou chuvosos, podemos aproveitar para lavar a planta com mangueira no quintal, e assim remover o pó que eventualmente tenha se acumulado sobre as folhas. Fertilize mensalmente nos meses quentes, com adubos próprios para palmeiras. Apesar de resistir bem ao enovelamento de raízes muito crescidas, é interessante transplantá-la para uma vaso maior a cada dois ou três anos.

The Best Trees (and Big Plants) to Grow in Your Living Room

Schefflera

A Árvore-polvo, como também é chamada, é bastante versátil. Ela pode ser plantado no jardim, cumprindo seu papel de árvore, ou pode ser conduzida em vasos, quando jovem, servindo como uma bela folhagem para adornar interiores. Sua tolerância à pouca luz, a tornam uma planta especial para esta função. No entanto, caso for utilizada em interiores, o ideal é posicioná-la em local bem iluminado, preferencialmente que pegue o sol da manhã ou da tarde e protegida de correntes de ar ou ar-condicionado. Por sua fácil e ampla propagação, esta espécie pode se tornar invasiva em determinadas situações.

 Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente no primeiro ano de implantação ou caso esteja em vaso. É uma planta muito rústica, que dificilmente adoece. É tolerante ao frio e a curtos períodos de estiagem. Não tolera geadas fortes, por isso deve-se evitar plantá-la em jardins de clima temperado.

Schefflera Schefflera, also known as an umbrella plant, is a popular houseplant that can grow quite tall.

Yucca (Yucca elephantipes)

 

Além de ser ótimo em filtração de ar, essas plantas com pontas pontiagudas adicionam um distinto estilo de deserto a qualquer ambiente. Necessidades: Luz solar parcial e pouca água (são tolerantes à seca!).

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, bem drenável e irrigado regularmente. Tolera diferentes tipos de solo, mas deve-se evitar os mais argilosos ou com problemas de drenagem. O excesso de água provocará facilmente o apodrecimento das raízes. Depois de bem estabelecida é extremamente resistente à estiagem . Aceita de forma moderada solos com teores elevados de sal, como os presentes no litoral. Tolera podas. Se cultivada em interiores, cuide para que receba muita claridade e ventilação.

 

Een Yucca is zo'n grote plant die makkelijk in onderhoud is, en je woonkamer net dat stukje natuur laat voelen.

Ficus lyrata

A última tendência é seu uso em interiores, sendo bem valorizada em vasos de cerâmica vietnamita, que pode adornar salas de estar, banheiros, quartos, escritórios, halls de entrada, varandas, sacadas, etc. Neste locais seu crescimento tende a ser mais lento, e sua folhagem mais esparsa, mas muito decorativa. Para manter a árvore com porte adequado a estes ambientes, pode o topo de tempos em tempos.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, sendo que mesmo em interiores, prefere locais bem iluminados, como próximo a janelas onde bate sol. O solo  para o cultivo deve ter boa capacidade de retenção de umidade, enriquecido com matéria orgânica , arejado e drenável. Irrigue regularmente, sem encharcar. Evite deixá-la em ambientes com ar condicionado constante, pois o ar seco deixará suas folhas com os bordos queimados. Plantas envasadas se beneficiam de aplicações quinzenais de adubos foliares. Costuma ser bastante resistente a pragas e doenças, mas pode ser acometida por cochonilhas.

Embora não sejam as plantas mais fáceis de se manterem vivas, essas belezas de folhas largas são super populares e podem crescer mais de 3 metros dentro de casa

Ficus Lyrata
The Best Trees (and Big Plants) to Grow in Your Living Room

Samambaia

 

“Seja um Dicksonia ou Cyathea, as samambaias são nativas da Austrália e da Nova Zelândia e são absolutamente incríveis”, “Eles crescem realmente altos na natureza (não tão altos em sua casa) com grandes folhas de samambaia em cima de um ‘tronco’ peludo / amadeirado.” Necessidades: Luz brilhante, muita água (não deixe secar) e alta umidade.

The Best Trees (and Big Plants) to Grow in Your Living Room

Rhapis  (Rhapis Excelsa)

De origem chinesa, a Palmeira-ráfia é uma das opções mais usadas na decoração de ambientes interno , já que resiste bem em lugares fechados, desde que você tenha alguns cuidados com ela, fazendo-a se manter bonita e saudável.

Também conhecida por nomes como Ráfis, Rápis, Palmeira-rápis, Palmeira-dama ou Jupati, ela é uma ótima alternativa de plantas para apartamentos, por exemplo, e também para aquelas pessoas que não têm muito tempo para cultivar as plantas.

A Raphis excelsea (nome científica da palmeira-ráfia) traz folhas em tom escuro de verde, lisas e brilhantes. A planta fica linda em salas, escritórios, jardins de inverno e até mesmo no quarto, ajudando a dar um toque diferenciado à decoração de locais com pouca luz.

Entre as dicas para cuidar da Palmeira-ráfia, é preciso prestar atenção à forma de regá-la, já que o excesso de água pode ser bastante prejudicial a esta espécie, que suporta muito tempo sem regas.

Como regar a Palmeira-ráfia? Se ela está protegida do sol e da chuva, em um ambiente interno, faça a rega a cada 15 dias. Ainda nessa condição, durante o inverno, você pode regá-la uma vez por mês.

Mas se ela está em ambiente externo e recebe luz solar durante meio-período, é preciso regá-la a cada dois dias. E nos casos em que a Ráfis está exposta ao sol constantemente, como em um jardim, por exemplo, recomenda-se fazer pequenas regas diárias. Verifique sempre o estado de sua terra, evitando deixá-la encharcada e também muito seca.

Com folhas parecidas com dedos (geralmente chamado de “Palmeira dos Dedos”) em galhos ventilados, acredita-se que essas plantas elegantes sejam nativas do sul da China e de Taiwan. Necessidades: Luz solar indireta, como por uma janela voltada para o leste.

Love a raphis palm

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Ligue agora